PK Cables é condenada a suspender dispensa em massa

Empresa demitiu 280 empregados entre novembro de 2013 e setembro de 2014 agora anuncia que pretende fechar a planta de Itajubá

A empresa PK Cables do Brasil Indústria e Comércio Ltda., que mantém uma de suas plantas em Itajubá, foi condenada, em ação civil pública de autoria do Ministério Público do Trabalho, a suspender imediatamente as repetidas demissões que vem praticando no último ano.

Continue Lendo

Imprimir

Operação resgata 57 trabalhadores em Ibiraci

Em instalações sujas e superlotadas, lavradores eram submetidos a condições degradantes de trabalho


Uberlândia: Em operação conjunta, procuradores do Ministério Público do Trabalho e fiscais da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Minas Gerais (SRTE/MG) resgataram 57 trabalhadores de situação semelhante à escravidão, em três fazendas de café, localizadas no município de Ibiraci, região oeste do estado.
A operação de resgate resultou no pagamento de um montante de R$ 407 mil em verbas rescisórias e dano moral aos trabalhadores resgatados. Cerca de 100 autos de infração foram emitidos contra as propriedades rurais.
A ação, realizada com apoio da Polícia Federal, começou no dia 21 de julho e foi encerrada na última sexta-feira (1º). Uma das fazendas autuadas é reincidente nessa prática criminosa e têm nome inscrito na lista suja do trabalho escravo, mantida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Continue Lendo

Imprimir

Adiada a mobilização contra trabalho infantil

Uberlândia: Em virtude do temporal que cai agora sobre a cidade de Uberlândia, a mobilização contra o trabalho infantil, que seria realizada hoje pela manhã, na Praça Tubal Vilela, será remarcada para outra data.

Imprimir

MPT vai promover mobilização contra trabalho infantil na Praça Tubal Vilela

(17.7.2014) Na próxima sexta-feira, 25, a Praça Tubal Vilela vai ser palco da campanha "Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil". O dia de mobilização contra a exploração do trabalho da criança e do adolescente em Uberlândia é resultado de parceria entre a Procuradoria do Trabalho em Uberlândia, as Secretarias de Desenvolvimento Social e de Cultura, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, o Serviço Social do Transporte (Sest), a Uespro, a Instituição Cristã de Assistência Social (Icasu) e a Fundação Maçônica Manoel dos Santos.

Continue Lendo

Imprimir