O MPT colheu depoimentos de funcionários da Vale S.A nesta quarta-feira, 17

Encerrada às 18 horas no Ministério Público do Trabalho em Belo Horizonte (MPT-MG), a audiência para coleta de depoimentos de profissionais da Vale S.A sobre as condições de segurança nas nove barragens interditadas pela auditoria fiscal do Trabalho, após terem seus níveis de emergência reclassificados pela empresa para 2 e 3. A escala de nível de emergência vai de 1 a 3, sendo o nível 3 indicador de risco iminente, com possibilidade de rompimento da barragem.

Ao longo das 8 horas de depoimentos, diretores e gerentes da Vale S.A apresentaram documentos e responderam a perguntas formuladas por membros do Ministério Público do Trabalho, do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPE), da Superintendência Regional do Trabalho em Minas Gerais. (SRT-MG).

Imprimir

Município de Governador Valadares terá que intensificar a fiscalização de contratos com terceirizadas

Condenação está imposta em ação civil pública da Procuradoria do Trabalho em Governador Valadares

Governador Valadares - O Município de Governador Valadares está condenado a dar efetividade à fiscalização de contratos de terceirização. É o que determina uma decisão da Justiça do Trabalho em ação civil pública (ACP) de autoria da Procuradoria do Trabalho em Governador Valadares. A decisão já transitou em julgado, portanto, não cabe recurso. O combate à precarização das condições de trabalho e a prevenção de lesões ao erário público são os resultados esperados com as medidas impostas pela Justiça. 

Imprimir

Projeto Florestando chega à creche Municipal de Florestal

Fortalecer e ampliar uma mudança de cultura em torno da produção familiar agroecológica e do consumo de alimentos é uma das grandes expectativas da iniciativa

Conhecer mais profundamente os legumes e verduras, suas texturas e seus sabores. Esses foram alguns dos desafios propostos pelas professoras da creche municipal Professor Stélio Mendes Barroca, durante a semana de 1º a 5 de abril de 2019. Cerca de 140 crianças de 2 e 3 anos participaram das atividades, que integram o eixo educação do projeto Florestando, implementado na cidade de Florestal, desde dezembro de 2018.

Imprimir